Arquivo do mês: março 2013

Desenho Antigo

duck-tales

Duck Tales, Os Caçadores de Aventuras 

Eu já conhecia a maioria dos personagens, pois vivia lendo gibis do Tio Patinhas, Pato Donald, Peninha e Gastão.

Me amarrava na abertura cantada pelo ex-Bozo Luiz Ricardo e confesso que até hoje nunca mais esqueci sua letra.

Duck Tales foi produzido pela Walt Disney Television Animation e foi lançado por aqui em 1988.

Como curiosidade a série animada surgiu baseando-se livremente nas histórias de Carl Barks, um famoso ilustrador da Disney apelidado de O Homem dos Patos. Barks é o responsável por criar a enorme maioria dos personagens de Patópolis.

Acompanhamos as aventuras do Tio Patinhas, um velho riquíssimo e ao mesmo tempo pão duro de primeira categoria (ele passa mal quando o assunto é gastar dinheiro).

Quando precisava investir em algo lucrativo, Patinhas viajava pra qualquer lugar do mundo para conseguir o que queria. Suas expedições atrás de relíquias antigas visavam somente no quanto iria ganhar de posse dos artefatos.

Durante essas jornadas o velho ranzinza ia na companhia dos seus sobrinhos Huginho, Zezinho e Luizinho. Donald havia deixado os meninos em sua companhia tendo que servir na marinha.

Nas aventuras os meninos sempre usavam seu aprendizado como escoteiros-mirins pra resolver alguma situação embaraçosa. Pra mim o mais engraçado era o Capitão Boing, um atrapalhadíssimo piloto particular que geralmente tem problemas durante os voos.

Feito totalmente no melhor estilo Indiana Jones a trupe sempre viajava por todo planeta. Seja procurando civilizações esquecidas, florestas, povoados remotos ou ilha perdidas.

Pra atrapalhar surgia a Maga Patalógica que almejava pegar a Moedinha Número Um, Pão-Duro Mac Mônei, um milionário invejoso que queria provar ser mais rico que o Patinhas e os Irmãos Metralhas, uma quadrilha desastrada que sempre tentava roubar a caixa-forte do Patinhas.

O desenho era tão legal que havia outros personagens carismáticos como Leopoldo, mordomo do Patinhas, Madame Patilda, um tipo de governanta ajudando nos afazeres domésticos da mansão. Patrícia, sua neta que demonstrava ser muito educada.

Ainda tínhamos o Professor Pardal, um inteligente inventor que construia diversas engenhocas. E Lampadinha, seu ajudante, uma lâmpada robô com vida própria.

Só pra constar o Professor Gavião é o principal inimigo do Pardal geralmente querendo roubar suas invenções (se não me engano parece em algum episódio).

Sem contar com Asnésio, um escoteiro gordinho e enrolado amigo dos meninos e Bubba, um engraçado pato das cavernas que entrou na segunda temporada do desenho. Tootsie é um triceratops que ele trata como seu animal de estimação.

Após o termino da série animada surgiu a animação DuckTales – O Tesouro da Lâmpada Perdida. Quando estava procurando o tesouro perdido de Coli Babá no Egito a fim de exibir no clube de arqueologia (Patinhas encontra uma lâmpada mágica).

Obviamente o gênio pode realizar qualquer pedido, mas também havia Merlock, um mago ruim e Dijon seu parceiro que desejam conquistar a lâmpada pra seus objetivos mesquinhos.

Bom pra fechar, Cada episódio de Duck Tales tinha duração de 22 minutos, foram produzidas 4 temporadas num total de 100 episódios e terminando em 1990.

 

 

Deixe um comentário

Arquivado em Desenho Antigo

Artista

z

J. Scott Campbell

Ele é um dos mais importantes artistas surgido durante a década de 1990.

J. Scott Campbell tornou-se célebre ao ilustrar as duas equipes Gen 13 e Danger Girl que contam histórias daquilo que mais gostamos.

Em Gen 13 temos mutantes adolescentes aprontando em diversas situações e em Danger Girl temos um grupo de espiãs de elite muito sensuais travando batalhas contra o mal bem ao estilo James Bond.

Tendo transitado pela Marvel, DC e Image seu trabalho com mais destaque é com Fairy Tales Fantasies que o consagrou por demonstrar de forma bastante caliente as personagens dos contos de fadas.

Simplesmente de uma maneira natural nós somos conduzidos a contemplar sua arte fantástica, pois é no detalhe das curvas sensuais de nossas musas que o artista imprime sua sofisticação.

Só sei que depois de ver o trabalho de J. Scott Campbell é impossível conseguir esquecer sua arte maravilhosa.

Confira na galeria abaixo algumas imagens que garimpei:

1 2 3 4 5 6 7 8 9.1 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 batgirl beauty_and_the beast 1 beauty_and_the_beast 2 black cat 1 Black Cat 2 black widow catwoman chapeuzinho cinderella 1 cinderella 2 danger girl 0 danger girl and gi joe danger girl Danger_Girl 1 Danger_Girl 2 Danger_Girl 3 Danger_Girl 4 DareDevil death doa_babes Emma_Frost JSC2012_cover.indd JSC2012_cover.indd gata borralheira Gen 13 Grimm Fairy Tales jungle_girl little_miss mágico de oz Mary Jane 1 mary jane 2 Padme poison_ivy princess_and_the_pea psylocke rapunzel red_sonja sleeping_beauty smurfette snow_queen snow_white stan_lee marvel_tribute storm 1 storm 2 Street_Fighter the little mermaid 1 the little mermaid 2 the_evil_queen the_frog_prince the_wicked_witch thinker bell thumbelina tinkerbell_and_captain_hook totally 80 ultimate thor wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper 6 wallpaper 7 wallpaper 8 wallpaper 9 wallpaper 10 wallpaper 11 wendy 1 wendy 2 witchblade 1 witchblade 2 wonder_woman X_Men

Deixe um comentário

Arquivado em Artista

Cosplay Girl

z

Emma Frost

Nascida numa família muito rica, Emma descobriu desde cedo o seu dom mutante de ler mentes. Ela surgiu como a Rainha Branca do Clube do Inferno, em Nova York.

Emma Frost é uma das vilãs mais poderosas do Universo Marvel.

Confira nesta galeria abaixo algumas modelos cosplayers que nos brindam homenageando nossa musa Emma Frost

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 18 20 21 22 23 24 25 26 27 28.1 SONY DSC SONY DSC SONY DSC 32 33 34 35 36 37 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 Alissa Kiss 0 Alissa Kiss 1 Alissa Kiss 2 Alissa Kiss 3 Alissa Kiss 4 Alissa Kiss 5 Alissa Kiss 6

anime angel cosplay 0 anime angel cosplay 1 anime angel cosplay 2 anime angel cosplay 3

Jean and Emma 1 Jean and Emma 2 licornezsu 0 licornezsu 1 licornezsu 2 licornezsu 3 licornezsu 4 licornezsu 5 licornezsu 6 nadya sonika 0 nadya sonika 1.1 nadya sonika 1 nadya sonika 2 nadya sonika 3 nadya sonika 4

Deixe um comentário

Arquivado em cosplay girl

Musas de Tinta

z

Emma Frost

Vinda de uma família aristocrática e rica. Descobriu cedo seu dom mutante de ler a mente das outras pessoas. Emma não teve uma vida muito fácil, pois foi infelizmente devido a vários problemas que acabou decidindo sobreviver da maneira que lhe conviesse.

Mais conhecida entre nós como a Rainha Branca do Clube do Inferno, uma equipe que antagoniza de forma primorosa com os X-Men.

Pra mim foi muito estranho ao ver a Emma na equipe sabendo de seu passado duvidoso e pior ainda quando fez par com Scott Summers. Não dava pra engolir que o Ciclope deixara de lado o grande e verdadeiro amor de sua vida Jean Grey, mas são os roteiristas que ditam a bagunça em tudo que lemos.

Acho que Emma enganou Scott por causa da inveja que sentia do amor entre ele e Jean.

Emma Frost é manipuladora e dissimulada, mas esconde dentro de sua alma que deseja viver um amor inesquecível. A atriz January Jones interpretou a personagem no filme X-Men: Primeira Classe sendo que a formação do Clube não é totalmente igual a dos quadrinhos e temos uma formação diferente também para os X-Men.

Emma participa da animação Wolverine e Os X-Men já como integrante do grupo, pois entrou voluntariamente contra a vontade do baixinho canadense.

A personagem também participou do infame filme Geração X aonde comandava uma equipe adolescente mutante ao lado do Banshee. O  longa é muito ruim e figura entre as piores adaptações de HQs que já vi (algo que falarei futuramente, ok!)

Emma foi interpretada pela atriz Finola Hughes os uniformes eram ruins e os efeitos especias piores ainda até que pouco tempo depois Brian Singer veio com X-Men: O Filme  e delá  pra cá tudo começou a ficar melhor.

Também não poderia deixar de falar que Emma ou uma versão adolescente dela aparece no filme X-Men Origins: Wolverine vivida pela atriz Tahyna Tozzi.

Aonde  aparece rapidamente mostrando sua aparência de diamante quando escapam da prisão.

Bom, Emma Frost além de suas capacidades telepáticas possui ainda vários outros poderes entre eles: rajada psiônica, manipulação de memória, ilusão telepática  tendo um nível de poder definido como Ômega. Sendo considerada uma das mutantes mais  poderosas da Marvel.

Podemos notar que ao longo dos anos seu uniforme já modificou bastante e de maneira proporcional sua beleza ficou mais encantadora.

Veja na galeria abaixo algumas imagens da Emma Frost que consegui na web

0 1.1 1 2 3 4 5 6 9 10 11 12.1 12 13.1 13 14 15 16 17 18 20 21 22 23 24 25 26 28 29 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 artgerm 1 artgerm 2 bruce timm 1 bruce timm 2 chris foulkes david lima ed benes 1 ed benes 2 edgar-tadeo elias_chatzoudis emma and jean 1 emma and jean 2 emma and storm finola hughes j. scott campbell 0 J. Scott Campbell 1.1 j. scott campbell 1 j. scott campbell 2 January Jones john byrne kevin wada michael turner 1 michael turner 2 mitch-foust 1 mitch-foust 2 stephane-roux Steve Rude terry dodson 1 terry dodson 2

emma thony silas emma frost 2

wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5

2 Comentários

Arquivado em Musas de Tinta

HQ

SJA n°2

Sociedade da Justiça n° 2- Batalhas Perdidas

Confesso que a história Bilhete Azul não me empolgou em nada. Magog é um personagem que saiu da clássica HQ O Reino do Amanhã e por mim poderia ter continuado lá. Mais os roteiristas adoram mexer na continuidade de tudo na DC e trouxeram este suposto herói para esta época ou uma versão sei lá não gosto deste cara mesmo.

Só que ele estava tentando deter o diretor de um a prisão para criminosos inteligentes que funcionava de fachada para venda de alta tecnologia.

Temos a SJA divida em duas o Esquadrão da Justiça liderado pela Poderosa e a Sociedade com a maioria dos membros antigos e alguns novatos. E como Magog não consegue se expressar direito sem esmurrar alguém causou uma confusão enorme no meio de tudo. O enredo é fraco e não gostei do artista.

A história seguinte Pátria foi mais interessante pra mim, porque logo no início vemos um Sr. Incrível envelhecido contando de suas memórias o dia em que a SJA foi derrotada.

O QG do grupo ficava em Happy Harbor, o local foi o primeiro quartel-general da Liga da Justiça original. Bom, na animação Justiça Jovem os heróis que formam uma equipe que também tinha sua sede neste lugar.

Sendo sempre supervisionados pelo Tornado Vermelho e suas missões eram escolhidas por ninguém menos que o próprio Batman. Sua aventuras continham boas doses de aventura, ação, humor e namoro adolescente. É uma pena que também a cancelaram.

Bom, nesta história que a cada início muda de título a Sociedade foi minuciosamente estudada e atacada. Sendo que o herói mais forte e nobre deles sucumbiu o Lanterna Verde original, Alan Scott.

Antes disto, Liberty Belle já havia sido abordada logo cedo pela velocista inimiga Baronesa Blitzkrieg  sendo posta fora de ação. O Capitão Nazista lidera uma equipe de vilões o Quarto Reich.

Todos com nomes que inspirados no nazismo. É importante lembrar que o Capitão Nazista é um inimigo do Capitão Marvel (herói que farei um post futuramente, ok!).

O Quarto Reich usou uma máquina chamada o Mecanismo da Escuridão que era energizada com o poder do herói Manto Negro (filho de Alan Scott). Infelizmente todos os heróis da Terra sem exceção de nenhum sucumbiram ante o vasto poder deste maquinário.

Nosso maior combatente o Superman foi quem mais sofreu, pois privado de seus incríveis poderes virou apenas um a pessoa comum. Mais exatamente quase 20 anos no futuro o mundo é comandado pelos nazistas, porém o Sr. Incrível junto a versões envelhecidas de alguns super-heróis preparam uma última e arriscada ofensiva.

Vários heróis morreram nesta batalha Superman, Batman Oliver e Dinah, no entanto o Sr. Incrível consegue voltar no tempo e avisar a equipe do futuro ataque que sofreria mudando para melhor o que poderia acontecer.

Esta não é uma daquelas histórias que poderiam figurar entre as melhores de todos os tempos mais seu roteiro é bem coeso tendo a arte de Jesús Merino que consegui captar tudo que precisava nos mostrar de algo tão surpreendente.

HQ: Sociedade da Justiça n° 2

Editora: Panini Comics

Mês/Ano: Junho de 2011

Artista: Jesús Merino

Roteiro: Bill Willingham

Arte-Final: Jesse Delperdang

 

 

2 Comentários

Arquivado em HQ.

Herói

Clint Barton

Gavião Arqueiro

Eu nunca gostei do Clint Barton, pois nas HQs antigas que li sempre parecia pra mim que invejava a liderança de Steve. Até que num determinado arco de histórias ao qual não me recordo agora, o Gavião Arqueiro tornou-se líder dos Vingadores da Costa Oeste.

Então notou que estar nesta posição não era um lugar tão fácil assim. Fora isso eu não conhecia o herói tão bem, porque sempre achei que o Gavião era uma cópia mal feita do Arqueiro Verde.

Tudo começou a mudar quando vi a atuação de Jeremy Renner no longa dos Vingadores. Eu não conhecia o ator, porém seu trabalho em Missão Impossível : Protocolo Fantasma fazendo o agente Brandt foi ótimo. Pena que não teve tanto espaço neste filme para mostrar sua brilhante atuação fato que foi mudado durante Os Vingadores.

É justamente por causa da incrível presença de Renner que comecei a ver o Gavião Arqueiro de forma melhor. Clint nunca foi um herói top de linha, mas desfila entre os maiorais na super equipe.

Qual não foi minha surpresa ao vê-lo no filme do Thor? O universo cinematográfico da Marvel estava realmente sendo unido. Não lembro de nenhuma saga importante que li aonde Clint tenha uma participação relevante.

Somente no desenho Os Vingadores: Os Maiores Heróis da Terra que isto foi remediado. Demonstrando a personalidade do herói que fazia piadinhas em vários momentos. É uma pena terem cancelado algo tão bom apenas para ter outra mais parecida com o filme.

O mais interessante é que Clint não tem nenhum superpoder usando apenas estratégia, uma ótima visão e sua destreza com o arco e a flecha tornando-se assim um oponente valoroso. Ele foi líder dos Vingadores da Costa Oeste uma facção do grupo, pois havia ficado com membros demais.

A base situava-se na Califórnia e tinha como alguns membros: Harpia ( esposa de Barton neste período),  Tigresa, Magnum e Homem de Ferro (Jim Rhodes), pois Tony estava afastado por causa do alcoolismo.

Nesta época Clint ficava com muita dor de cabeça por conta da insubordinação de seus comandados e se perguntava: “O que o Capitão faria neste caso?” Era muito engraçado mesmo.

E pra dizer a verdade acho que Os Vingadores é o grupo que mais teve membros ao longo da história das HQs. Mais a LJA, a Legião dos Super-Heróis e Os Novos Titãs também não ficam tão atrás assim.

Só pra fechar, Clint já namorou com a Viúva Negra, teve um caso ardente com a Feiticeira Escarlate e foi casado com a Harpia (Bobbi Morse).

Confira nesta galeria algumas imagens do Gavião Arqueiro que garimpei na web

0 1.1 1 2 3.1 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

gavião arqueiro

13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 cosplay 1 Versão-Simpsons wallpaper 0 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper 6 wallpaper 7 wallpaper 8 wallpaper george perez

Deixe um comentário

Arquivado em Herói.

Batman: Através dos Tempos

Neal Adams

Neal Adams

Após a era do humor chegar ao fim (iniciada por causa do enorme sucesso do seriado de 1966), Adams levou o Cavaleiro das Trevas a um novo patamar de detalhamento artístico e realismo.

Nascido em 6 de junho de 1941, em Nova York, Adams estudou na New York’s School of Industrial Arts e começou sua carreira nos quadrinhos em 1959.

Ingressou na DC em 1967 e colaborou como capista durante quatro anos. Sua arte abrilhantou quase todos os títulos da DC, inclusive Action Comics, Adventure Comics, The Adventures of Bob Hope, Flash, From Beyond the Unknown, G.I.Combat, The Phantom Stranger, The Spectre, Superboy, Superman e Young Romance. Fez também muitas das histórias.

Seu primeiro trabalho importante na DC foi para o Desafiador, a partir de Strange Adventures 206 (novembro de 1967). Entretanto, esta fase de sua carreira é mais lembrada pela reformulação do Batman.

Quando começou a trabalhar no personagem, Neal Adams encontrou Batman ainda sendo retratado com base no seriado de televisão. Logo de cara, sugeriu que o Homem-Morcego deveria ser um personagem diferenciado, uma criatura da noite.

O estilo realista e as composições dinâmicas de Adams redefiniram o personagem  nas revistas Batman, The Brave and The Bold e Detective Comics. Seu primeiro contato com o Detetive da Noite, no entanto, foi em World’s Finest Comics 175 (maio de 1968).

Juntamente com Denny O’Neil, Adams também ilustrou o aclamado título Green Lantern/Green Arrow a partir do número 76 (abril de 1970).

O artista também colaborou com a Marvel (X-Men, Vingadores, Conan, Solomon Kane, Thor, Homem-Coisa, Inumanos), a Warren, a Charlton (o Homem de Seis Milhões de Dólares) e a satírica Nacional Lampoon.

Em 1971, Adams formou a Continuity Associates com Dick Giordano. No início, dedicaram-se basicamente aos quadrinhos, mas em pouco tempo, já estavam embrenhados com storyboards de TV, ilustrações, desenhos de embalagens, pôsteres de cinema e outras artes de propaganda comercial, como capas de discos da Peter Pan/Power Records. A Continuity atualmente também publica quadrinhos.

Confira na galeria abaixo alguns trabalhos deste excelente artista:

0 1.1 1 2 3 4 5 6 8 10 11 12.1 12.2 12 13 14 14 15 16.1 16 17 18 19 20 21 22 ASTXM002004_600 24 25 26 27 28 28 29 30 31 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper 6 wallpaper 7 wallpaper 8 wallpaper 9

Fonte da pesquisa: Batman Magazine.

Deixe um comentário

Arquivado em Batman: Através dos Tempos