Desenho Antigo

batfino

Batfino

A animação surgiu como uma paródia da famosa série televisiva do Homem-Morcego criada por Hal Seeger em 1967.

Como sua produção foi feita as pressas seus cenários eram reutilizados de maneira econômica (repetindo várias cenas idênticas ao longo dos episódios). Um fato comum em várias produções antigas.

Lembro que na introdução as balas perfuravam uma parede formado o nome do herói.

Desta vez temos o morcego Batfino que tinha Karatê como seu fiel ajudante (um grandalhão mestre nas artes marciais).

A marca registrada do herói era seu sonar-radar que auxiliava bastante na luta contra o crime ao emitir um BEEP! BEEP! Que ia e voltava mostrando a localização dos vilões.

Engraçado era que os vilões podiam ver o beep e ficavam muito assustados quando descobriam que o herói estava em sua cola.

Batfino ainda  usava sua capa como um escudo á prova de balas dizendo seu famoso bordão: “suas balas não me atingem,  minhas asas são como uma couraça de aço.”

E elas também agiam como asas livrando-o da morte ou de vários outros perigos.

Estranho era notar que apesar de dizer isto o herói trazia uma lata de removedor de manchas para mantê-las sempre brilhando.

Karatê além de ser bom de briga era o motorista do Batilac – um automóvel cor-de-rosa (com asas de morcego) que a dupla usava para se locomover. Dizem as lendas que no motor havia um plutônio thermo-nuclear (ao qual Karatê se referia como uma bomba).

O desenho contou com 100 episódios de 5 minutos de duração que acabou gerando um grande sucesso na época.

O Chefe era seu consultor (uma espécie de Jim Gordon)  informando a dupla de recentes crimes na cidade através de uma ligação de vídeo direto para a caverna do herói.

A dupla tinha em seu maior arqui-inimigo o vilão Hugo-A-Go-Go que sempre aparecia em seu laboratório (criando algo para derrotar o herói) e então dominar o mundo.

Além de conseguir fugir todas as vezes que era preso Hugo pra fazer alguma tramóia no episódio seguinte  (ainda conversava com o narrador). Havia também Ernie Orelhudo que como o nome já diz tinha orelhas grandes dando-lhe a capacidade de ouvir combinações de cofres.

Ultra-Sônico que ao passar pela cidade com seu avião quebrava todas as vidraças para depois vender os vidros como peças de reposição e Fatman que estranhamente assaltava clubes para gordos.

Como era uma cópia deslavada de Batman o herói se via preso numa situação fatal. Enquanto a ação parava o narrador perguntava algo importante será que o herói escaparia daquela enrascada?

Durante os anos 1980 o nostálgico desenho foi visto por aqui quando era exibido pela Rede Record.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Desenho Antigo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s