Arquivo da tag: anos 50

Pin-up

z

Dave Stevens

O artista é mais reconhecido por sua maior criação The Rocketeer, mas também foi roteirista, pintor e escultor. Dave Stevens é lembrado por sua batalha em tentar reviver a carreira de Bettie Page.

Infelizmente perdemos o artista ainda jovem, aos 52 anos de idade, Dave Stevens sofria de leucemia há bastante tempo e faleceu em março de 2008.

Dave Stevens tem um estilo que nos leva aos clássicos da referida época em que ambienta seu herói. Suas personagens são cativantes, lânguidas e demonstram uma naturalidade que encanta de imediato ao contemplarmos sua arte.

O artista começou  sua carreira nos anos 70 e pouco tempo depois enveredou no ramo de animação.

The Rocketeer surgiu numa graphic novel em 1982 sendo uma homenagem aos heróis pulps da década de 1930 e 1940.

No filme As Aventuras de Rocketeer (The Rocketeer, no original)que teve direção de Joe Johnston, em 1991 (lembrando que é o mesmo diretor de Capitão América: O Primeiro Vingador).

Estamos no ano de 1938 e Cliff Secord (Bill Campbell) se viu tendo que realizar um pouso forçado. Logo depois que seu avião foi atingido por vários tiros da perseguição de gângsters.

Completamente sem dinheiro nenhum é justamente com a ajuda de seu amigo Peevy (Alan Arkin) que conserta um velho avião para que Cliff se apresente em alguma exibição.

Então Cliff encontra um pacote escondido por um dos gângsters e dentro dele há um foguete com cintos, tipo uma mochila, que lhe permite voar. Quando o mecânico Malcolm (Eddie Jones) acaba se machucando numa exibição aérea, Cliff utiliza o foguete para salvá-lo.

A aparição de Rocketeer logo vai parar nas páginas dos jornais e isto chama atenção tanto dos gângsters, quanto do FBI e pra piorar também têm espiões nazistas. Eles sequestram sua namorada a linda Jenny Blake (Jennifer Connelly) forçando-o a resgatá-la.

O filme passou despercebido quando foi exibido na telona, mas na Sessão da Tarde foi que ficamos conhecendo a aventura um pouco melhor. Trata-se de uma viagem nostálgica ao clima de heroísmo que acontecia nos antigos seriados de cinema.

O melhor de tudo é que consegue de maneira eficaz equilibrar ação, comédia e romance sem deixar nosso interesse na história cair.

Os efeitos especiais são bastante fracos, mas temos de revelar pela época em que a produção foi feita.

The Rocketeer é uma adaptação divertida e empolgante feita num período que não havia computação gráfica e apenas isto já vale a pena dar uma conferida na aventura.

Uma curiosidade é que a namorada do herói nos gibis chama-se Betty Page e teve inspiração na lendária Bettie Page, famosa pin-up dos anos 50, de quem o artista era fã declarado. Só que no filme modificaram para Jenny Blake, talvez tenha sido para evitar pagar direitos autorais.

Houve boatos na web em 2012 que a Disney estava procurando roteiristas para um remake do filme, porém até agora não li mais nada sobre o assunto.

Confira na galeria abaixo o excelente trabalho de Dave Stevens

 0 1.1 2 3 4 5 6 7 8 9

19

 12 13 14 15 16 17 18

10

20.1 20.2 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 52 53 54 55 56 57 58

59 60

Brigitte-Bardot jenny blake jenny-blake-jennifer connelly wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3

Deixe um comentário

Arquivado em Pin-up

Artista

z

Carlos Valenzuela

É um artista freelance que nasceu no Chile e que já trabalhou para várias empresas de HQs. Seu trabalho me chamou atenção, porque sua referência cultural. Tem aqueles monstros de terror que fizeram sucesso na década de 1950.

Temos vampiro, lobisomem, alienígenas, monstro da lagoa negra e principalmente as personagens femininas que usam trajes sensuais.

No Deviantart Carlos Valenzuela usa o nick de Valzonline é aonde você pode apreciar mais de seu excelente trabalho.

Infelizmente nem a DC e nem a Marvel Comics contrataram o artista pra mim estão perdendo tempo, pois seus estilo é impressionante.

0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5

 

Deixe um comentário

Arquivado em Artista

Meu Texto

superman kissing diana

Clark e Diana

Pra mim o fato mais absurdo  não é ver Superman e Mulher Maravilha se beijando. Estranho é saber que Lois e Clark não estão mais juntos, pois são na verdade o casal mais famoso dos quadrinhos.

Lois Lane, com seus cabelos negros, seus olhos inteligentes e a incrível capacidade de se meter em encrencas para conseguir uma boa matéria sempre foi desde o início o par romântico do Homem do Amanhã.

Na versão original, de 1938, primeiro Lois conhece Clark Kent, para só depois ser salva pelo herói uniformizado, sem nem ao menos notar a semelhança entre ambos! Ainda assim, o rosto do Superman fica cravado em seu coração, fazendo com que dali em diante, ela seja num primeiro momento timidamente apaixonada pelo herói, para nos anos 50 deixar isso extravasar para quem quiser ouvir.

A forte temática do brilho do Superman ofuscar a presença de Clark Kent perante os olhos de Lois Lane sempre foi a parte mais interessante desta longa história de amor do meu ponto de vista.

Fora isso Lois aparece em todos os desenhos animados do Superman, então estamos mais do que acostumados a vê-los juntos. Sinceramente Lois e Clark são como Romeu e Julieta, Popeye e Olívia, Fantasma e Diana, Paulo Goulart e Nicete Bruno inseparáveis.

O Clark e a Lois originais (que surgiram em 1938) e que eram casados morreram  durante a saga Crise Infinita (2006/07). Levando sua belíssima história de amor para a eternidade.

Será que têm sentido unir a Guerreira de Themyscira ao Último kriptoniano?

Esse conceito de união dos personagens é algo muito antigo, tanto entre os fãs quanto entre os criadores, e se baseia na ideia lógica de que Superman é o herói mais poderoso do planeta, e a Mulher Maravilha a maior super heroína foi algo como unir o útil ao agradável.

Em se falando no quesito de HQs esta não foi a primeira vez que os dois ficaram juntos. Ao longo dos anos em histórias da linha Elsewords (aonde já tiveram filhos e filhas), e até na cronologia oficial tal coisa já aconteceu diversas vezes.

Super-Powers-16

Clark e Diana muitos beijos

Este post surgiu justamente por causa desta HQ Super Powers # 16 (1990) Eu tenho em minha coleção e fiquei curioso pra saber se havia mais beijos entre os personagens. Qual não foi minha surpresa ao saber que havia alguns?

Surgido no período Pós-Crise (nas Infinitas Terras). O Super-Homem havia sido humanizado por John Byrne e a Mulher Maravilha havia voltado as origens mitológicas por George Pérez.

Aqui temos o arquétipo dos personagens Superman (o menino da fazenda) e Mulher Maravilha ( a poderosa guerreira amazona) que tem um primeiro encontro atrapalhado por um grande desastre Darkseid tomou conta do Monte Olimpo e subjugou Hermes, o mensageiro dos deuses.

Relendo notei que ela não é tão importante pra mim. Fora o fato do beijo de Clark e Diana ali está consolidada uma grande amizade entre os dois.

superman-wonder-woman-kiss

Outra HQ é a aclamada minissérie o Reino do Amanhã (1996) que conta um possível futuro negro para os heróis do UDC. Nesta história Lois havia morrido e Clark estava vivendo solitário e amargurado em sua fazenda. Com o surgimento de Diana em sua vida puderam viver o romance no qual rendeu um filho apadrinhado por Bruce. Uma das HQs mais importantes que já pude ler e que merece estar na estante de qualquer fã de quadrinhos.

ultima chama

Também da linha Elsewords tem Superman – A Última Chama, de 2001. Aonde um apocalíptico holocausto nuclear  devastou toda a terra.  Nesta realidade num mundo de feras mutantes e humanos deformados e selvagens.  Lois também havia morrido e após sair vagando pelo mundo Superman sem poderes reencontra antigos aliados e inimigos.

Vemos um casamento com Diana que depois gera um filho. E para continuar seguindo seus ideais, ele terá que enfrentar um de seus antigos aliados. A história é boa e ficou mais interessante  por contar com a arte de Gil Kane (artista que ilustrou o Lanterna Verde Hal Jordan durante a Era de Prata).

superman wonder

Em Batman: O Cavaleiro das Trevas 2, de 2002.É uma continuação de baixo nível da edição original, pois tudo que havia de genial em CT 1: roteiro, arte, coloração. Caiu por terra nesta minissérie os esforços de Miller de dar uma forma parecida com Sin City não agradou a maioria dos fãs da obra máxima de 1986 (eu sou um deles, é claro).

Mais aqui temos outra cena de beijo e uma filha chamada Lara. Lex Luthor e Brainiac são os vilões da vez e vemos os heróis do passado surgirem novamente.

4

Superman Premium *3, de 2000. Temos uma grande história na qual a Mulher-Maravilha e Kal-El são jogados em meio a uma guerra entre Deuses para ajudar Thor contra os demônios. Ótima trama que foca o casamento de Clark Kent e Lois Lane. Será que o amor dos dois é tão grande a ponto de suportar mil anos? Desta vez Super-Homem se renderá aos encantos da deusa amazona? É só ler pra saber.

Em Para o Homem que tem Tudo, de 1985. Escrita por Alan Moore e desenhada por Dave Gibbons, a história narra um aniversário de Kal-El. Quando Batman, Mulher Maravilha e Jason Todd, o Robin, chegam à Fortaleza da Solidão para entregar-lhe seus presentes, encontram-no dominado pela “Clemência Negra”, uma planta alienígena que o induziu num transe alucinógeno. Temos  um envolvente enredo impactante e épico.

Esta HQ também foi mostrada de forma modificada sem o Robin na série animada da Liga da Justiça com o mesmo nome. Tanto a clássica HQ quanto o desenho são espetaculares. O beijo é uma bitoca rápida mais deixa no ar algo em suspenso.

Nestes Novos 52, a DC Comics resolveu mexer no status quo de todos os personagens. Dá pra perceber que o Superman voltou as origens da década de 30. Por esta abordagem levar pros primórdios do kriptoniano que estava solteiro. E tentar formar um novo par romântico com a Mulher Maravilha.

Notamos que nenhuma vez foi abordado  ou mencionado algum tipo de relacionamento amoroso entre Lois e Clark. Numa página já famosa, fica comprovado o envolvimento de  Lois com outro homem. Ainda mais os personagens neste novo universo são  mais jovens, se conhecem a menos tempo e até certos limites, os criadores terão liberdade para criar novos caminhos para as histórias.

Acredito que o romance entre Superman e Mulher Maravilha  poderá  ser temporário, mas quero ver seus desdobramentos e repercussão entre os fãs. E quem sabe futuramente talvez vejamos o casal Lois e Clark juntos novamente?

bruce e diana

Só pra terminar vale lembrar que há pouco tempo atrás Diana teve um romance com Bruce. Fato que achei bem mais interessante diga-se de passagem.

Neste relacionamento o  Morcegão se sentia muito intimidado com a Amazona e até teve repercussão no desenho da Liga da Justiça (no episódio da porca maravilha).

Aqui está uma galeria de beijos do Super com a Diana que encontrei na web só pra mostrar que não é algo totalmente novo assim

Fonte de Inspiração: Quadrinhossauro.

4 Comentários

Arquivado em Meu Texto