Arquivo da tag: vingadores

HQ

marvel-apresenta 12

O Fim do Universo

A história saiu em Marvel Apresenta edições 12 e 13 e nela temos roteiro e desenhos do consagrado artista Jim Starlin.

O vilão Thanos é quem narra a aventura e logo somos transferidos pro Egito Antigo, pois naquela época havia o reinado do faraó Akhenaton. Sua presença na Terra foi retirada dos livros de história, propositalmente, por seu sucessor (não sei se essa parte é verdade).

Akhenaton foi abduzido há séculos atrás pela Ordem Celestial e seu retorno será catastrófico. Os primeiros a perceberem que algo estranho já estava acontecendo foram Jean Grey e o Professor, mas a presença de Adam Warlock. Unido a da pequena e poderosa Atleza indicam que o perigo é na escala do nível cósmico.

Thor durante este período era o regente de Asgard, e assim possuía o poder de seu pai, a força Odin (foi ameaçado e sentiu-se impotente diante daquilo).

O roteiro se preocupa em nos guiar pro lado fantástico do assunto, pois a presença de Thor (da mitologia nódica) e Zeus da mitoligia grega.

E também Eternidade, Infinito, Lorde Caos e Lorde Ordem as personificações que representam o tempo e o espaço do Universo Marvel que estão perplexas sem saber o que fazer.

É impressionante o momento quando Zeus e Thor convocam um reunião entre as divindades da mitologia mundial. Temos Vishnu, Hórus e outros que nunca tinha lido nada sobre eles (provando que a ameaça deixou a todos preocupados).

Até o Surfista Prateado ficou atônito ao encontrar o Gladiador, que luta pelo Império Shiar, que estava bastante ferido e sua frota fora destroçada facilmente.

Enquanto o Visão alerta Reed é na mansão Xavier que o problema começa, pois tanto Jean quanto Charles tentam contato psíquico com a força invasora. A conclusão é a destruição total da mansão numa explosão monumental.

Akhenaton abduziu os líderes do mundo e notificou-os sobre seu plano real (a total submissão da humanidade ao seu poder).

Jim Starlin mostrou os heróis se reunindo em páginas duplas. Tanto os X-Men, quanto Vingadores (como na abdução dos líderes mundiais). Podemos notar que as expressões de todos sem exceção é de preocupação sobre o que estaria por vir.

Somente o Dr. Destino procurava obter alguma vantagem da iminente catástrofe. O faraó parecia ter um poder de nível incompreensível, porque era capaz de exterminar as maiores doenças que assolam o homem (o câncer e a aids).

A situação só piora quando Akhenaton surge de repente no QG dos Vingadores e mata todos junto com o Quarteto Fantástico.  Enquanto isso o Dr. Destino tenta de maneira furtiva conhecer o passado do faraó para descobrir umeio de roubar o poder que possui.

E Thanos convocou o Capitão Marvel, Genis-Vell (filho do herói original) junto com os Defensores, uma das formações de heróis mais inusitada da Casa de Ideias. Formando a última ofensiva em defesa não apenas da Terra, mas também do universo.

O roteiro tenta ser explícito quanto ao fato que o poder de Akhenaton supera qualquer um dos seres mais poderosos que conhecemos.

A intenção do artista não é apenas mostrar aquele embate entre o bem eo mal, pois vai muito além. Ilustrando a teoria de que tudo no universo está conectado seja a humanidade, um peixe no mar, um leão na floresta ou uma partícula no espaço infinito.

Notamos isso diante da onipotência de Thanos que conseguiu o poder que tanto almejava e que demonstrou a compreensão de “toda” a realidade que está ao nosso redor.

É neste momento que a HQ ganha contornos de poesia e física quântica (algo que Stephen Hawkins deve compreender melhor). O poder absoluto que Thanos absorveu foi logo combatido com a união de todos os heróis, panteão de deuses e seres cósmicos do Universo Marvel.

A conclusão como diz o título é o fim do universo da editora absorvido pela onipotência e fúria insana do vilão. E depois de destruir a tudo e a todos que temos o melhor momento da narrativa.

A conversa franca com Adam Warlock (que vive fora desta realidade) é tão impactante que ambos parecem ser reflexos distorcido um do outro.

A única coisa chata é que a arte de Jim Starlin “tentou” imitar a de George Pérez com vários personagens numa cena só. E a tentativa foi em vão, porque ficou parecendo forçada demais.

O roteiro apesar de ter balanceado mudando de direção, não conseguiu definir se era uma aventura de super-heróis ou se ia imprimir o conceito filosófico que pretendia mostrar. Outro erro foi dizer que não haveria mais mortes no universo da editora e quando acontecesse seriam definitivas, mas mesmo assim vale a pena dar uma conferida.

HQ: Marvel Apresenta: O Fim do Universo Marvel

Roteiro/desenhos: Jim Starlin

Arte-Final: Al Milgron

Editora: Panini Comics

Ano: 2004

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em HQ.

Musas de Tinta

z

Capitã Marvel I

Monica Rambeau foi criada por John Romita, Jr. e Roger Stern,  surgindo pela primeira vez na edição Amazing Spider-Man Annual # 16, em 1982.

Suas feições foram baseadas na atriz Pam Grier. Monica foi tenente da patrulha portuária de sua cidade (e capitã de navio).

A mudança em sua vida aconteceu quando o professor André LeClare pediu sua ajuda. Já que estava envolvido com o ditador sul-americano, Ernesto Ramires, que tinha o interesse de usar a tecnologia do professor para criar armas letais.

O ditador estava usando a tecnologia para seu próprio benefício com o auxílio de Felipe Picaro, mas a intervenção de LeClare com Monica destruíram o protótipo que estava sendo construído.

Só que durante o processo Monica foi bombardeada com energias extra dimensionais que lhe proporcionaram seus superpoderes. Monica Rambeau pode converter seu corpo em energia e foi convencia pelo professor a combater o crime (a partir daí tornou-se uma heroína).

Ela procurou, os Vingadores, sendo recebida e logo foi treinada pelo Capitão América. Tornando-se amiga tanto de Steve quanto da Vespa e rapidamente terminado seu treinamento (virou membro efetivo).

Ao saber da história do Capitão Marvel adotou sua alcunha em homenagem a ele. Monica ficou estava preocupada por adotar o nome do falecido herói, porém os Vingadores não se opuseram e ela ficou mais aliviada.

Ela foi um dos melhores membros da equipe durante o período que esteve participando. A Capitã Marvel enfrentou diversos vilões e esteve na saga Guerras Secretas.

Assim que a Vespa abandonou a equipe, Steve,  nomeou a Capitã como líder da equipe ela logo foi aceitando. Ao enfrentar o monstro Leviatã, a heroína feriu-se de forma gravíssima e abandonou a equipe para cuidar de sua saúde. Quando voltou seus poderes haviam sido reduzidos (e com o tempo voltaram ao normal).

Nessa época ela não participava em tempo integral, pois estava apenas como membro reserva. Então o filho do Capitão Marvel assumiu o manto do pai e Monica sentiu-se mal deixando de lado o nome.

Genis-Vell deixou seu legado para a heroína, mas Monica declinou adotando o nome de Fóton. E numa grande confusão de trocas Genis também adotou o nome de Fóton.

Eu nunca vi um herói usar tantos nomes diferentes. É pra deixar confusa a cabeça de qualquer um, porque Monica já foi Capitã Marvel, Fóton e Pulsar (coisa mais maluca).

Atualmente a heroína é a  líder da equipe Nova Onda.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da Capitã Marvel I

0 1.1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19   22 23 24 25 26 27 28  30

3121

32 33 34

29

Captain Marvel 1994 guerras_secretas

next-wave 1 nex-wave 2 wallpaper Wallpaper-Next-Wave

Deixe um comentário

Arquivado em Musas de Tinta

Herói

z

Luke Cage

Este é um herói que eu gostaria de ver na telona interpretado pelo ator Idris Elba que trabalhou como Heimdall (em Thor: O Filme, de 2011).

É claro que ficaria bem difícil, pois Luke não tem o mesmo status que o Pantera Negra. Apesar de aparecer na série animada Ultimate Spider-Man, o Herói de Aluguel é mais conhecido entre os fãs de gibis.

Só que não podemos esquecer que a Marvel iniciou nos cinemas com Blade (Wesley Snipes), um personagem também do segundo escalão e então acho que a editora pode fazer o que quiser, pois daria certo atualmente.

Bom, deixando as suposições, Luke Cage (ou Power Man, no original), é um dos primeiros heróis da Casa de Ideias que conheci quando estava iniciando no mundo dos quadrinhos.

E tive a sorte de ler a história em que recebeu seus superpoderes. Condenado por um crime que não cometeu Mark Lucas cumpria sua pena em Seagate. E aceitou servir de cobaia para uma experiência que fortaleceria seu sistema imunológico. Mais quando aconteceu o experimento um guarda racista sabotou o teste.

Ele sobreviveu e ao invés de morrer se tornou imune a doenças, adquiriu invulnerabilidade e força sobre-humana. Com esses poderes fugiu do presídio e começou vida nova mudando seu nome para Luke Cage.

Sua decisão de vender seus dons para quem pagasse mais foi um marco nos quadrinhos. A primeira aparição do personagem foi no gibi “Luke Cage- Hero for Hire”, n° 1, de 1972 (criado por Archie Goodwin e John Romita).

Seu parceiro mais famoso é o Punho de Ferro (Daniel Rand) que também ganhou uma versão adolescente em Ultimate Spider-Man. A dupla aparece na série animada dos Vingadores, no episódio “O Roubo do Homem Formiga” e se não me engano há outro que não lembro agora.

Luke Cage casou-se com a detetive Jessica Jones e tem uma filha chamada Danielle em homenagem ao seu amigo. Recentemente o herói teve uma participação importante na saga Invasão Secreta e também fez parte do grupo Novos Vingadores.

Há boatos na rede sobre filmes da Marvel com baixo orçamento, sendo protagonizados com heróis menos conhecidos e “talvez” Luke Cage esteja nesta lista.

Confira na galeria abaixo algumas imagens do Luke Cage que encontrei na web

0 1.1 1 2.1 2 3.1 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 bruce-timm ultimate-spider-man ultimate-spider-man-power-man wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper-ultimate_spider-man

Deixe um comentário

Arquivado em Herói.

Heróis Nipônicos

Vingadores_do_espaço

Os Vingadores do Espaço

A série tokusatsu também é conhecida como Maguma Taishi. Dizem as lendas que seu sucesso foi graças a campanha de marketing feita pelo lendário Ozamu Tezuka. Foi a primeira série colorida exibida pela TV japonesa.

Outra lenda diz que surgiu para concorrer com o sucesso de Ultraman que surgiu no mesmo ano por Eiji Tsuburaia.

Os Vingadores do Espaço surgiu primeiro no mangá criado por Tezuka sendo publicada como suplemento na revista Shonen Gahosha Magazine como “Ambassador Magma”, em 1966.

Na história o  cruel morcego espacial Rodak quer dominar a Terra utilizando vários monstros para atacar o Japão. O alienígena deseja acrescentar nosso planeta a sua vasta coleção.

Só que havia no Monte Olimpo o velho sábio Matuzen do planeta ZFS que preocupado envia para cá duas de suas principais invenções o guerreiro robô Goldar e sua esposa Silvar.

Goldar é um robô dourado com uma altura de 14 pés e pesando 20 toneladas e sua esposa Silvar de cor prateada tem as mesmas capacidades de combate de seu esposo (apesar de ter o tamanho de um ser humano comum).

O que eu achava mais interessante é que no alto de suas cabeças há antenas que emitem raios Gama. E também possuíam uma incrível capacidade de se transformar em foguetes podendo lançar mísseis através de uma abertura no tórax.

Aqui na Terra o vilão ameaçou a família do jornalista Tom Mura que infelizmente se viu envolvida nesta guerra. O menino Miko criou uma amizade especial com Goldar e foi levado ao Monte Olimpo quando chegou lá sua esposa pediu para que Matuzen criasse um filho pra eles. Surgindo assim o garoto Gam, um menino foguete .

Então para proteger Miko e sua família Matuzen lhe dá um apito para usa-lo sempre que estiver em qualquer situação de perigo. Quando Miko assoprava o apito (que tinha forma de foguete) uma vez era pra chamar Ga, duas vezes era  Silvar e três para Goldar.

O enredo mostrava geralmente amizade  e a convivência entre os robôs, mas o orçamento da produção era bem fraco debilitando as aventuras que eram mostradas.

Ao total foram 52 episódios e quando chegou nos Estados Unidos recebeu o nome de The Space Giants (tornando-se uma série cult). Como geralmente acontecia naquela época seus episódios foram redublados ganhando novos roteiros.

Em 1993 o herói e sua família tiveram um remake em OVA com 13 episódios. A animação é muito boa, mas não conseguiu fazer tanto sucesso quanto seu antigo live-action.

Goldar também é o primeiro  robô transformer da história da cultura nipônica algo que se tornaria lugar comum pouco tempo depois.

Deixe um comentário

Arquivado em Heróis Nipônicos

Herói

 

 

2.1

Capitão América: O Primeiro Vingador

Criado por Joe Simon e Jack Kirby o bandeiroso surgiu pela primeira vez ena edição Captain America Comics #1, de 1940.

Na verdade, sinto que estou ficando mais velho e por consequência mais nostálgico a cada ano que passa, pois ao pensar no Capitão América lembro do “desenho desanimado” que reproduzia as imagens das HQs com poucos movimentos, principalmente na boca e olhos.

As imagens de movimentação eram fraquíssimas, mas as histórias eram baseadas na arte do mestre Jack Kirby. Na trama podíamos ver Steve lutando na Segunda Guerra Mundial ou vinte anos depois, recém descongelado pelos Vingadores.

Isto lembra a época do resgate do personagem feito por Stan Lee durante os anos 1960 fato crucial para revitalizá-lo, pois quando foi inserido nos Vingadores, Steve conseguiu voltar a ficar popular.

O que assisti nesta saudosa animação acabei aprendendo algum tempo depois quando conheci meu amigo JC Anjos que tinha em sua coleção uma HQ contando a origem do Capitão (até o momento em que Bucky “morreu”). Com o JC li além do Capitão, Conan e Spectreman (made in Brazil) que era azul e não dourado como na famosa série live action japonesa.

O herói já teve várias versões em desenhos animados e filmes ao longo das décadas. O primeiro serial do herói foi feito em 1944 pela Republic Pictures. Conhecido como Capitão América, o Vencedor a grande diferença é que não havia Steve Rogers.

O promotor público Grant Gardner (Dick Purcell) era identidade secreta do herói. Dizem as lendas que nas cenas arriscadas era substituído pelo dublê Dale Van Sickel.

Outra mudança drástica é que também não havia o Caveira Vermelha, pois o vilão chamava-se Escaravelho que na verdade era o curador do Museu Drummond, o Dr. Cyrus Maldor (Lionel Atwill).

Na trama o Escaravelho buscava vingança contra seus antigos colegas de uma expedição arqueológica famosa, porque enquanto eles adquiriram fama e fortuna. Ele não conseguiu nada. Tentando mata-los para adquirir suas descobertas o vilão tinha Matson como ajudante e uma arma Vibrador Dinâmico (um nome muito sugestivo numa sex shop).

O seriado tornou-se famoso em sua época por causa do falecimento do ator Dick Purcell (um veterano dos filmes B) que teve um ataque cardíaco após as filmagens.

Em 1979 a Marvel Comics estava tentando emplacar um seriado do bandeiroso (e produziu dois telefilmes). Visto que Homem-Aranha e Hulk desfilavam com relativo sucesso na telinha.  A intenção era após os telefilmes produzi-la, mas a recepção dos fãs não foi empolgante.

Como sempre adaptar os heróis naquela época não era algo tão fácil assim e houveram mudanças drásticas em relação as histórias dos gibis. O ator Reb Brown interpretou Steve Rogers que era um desenhista publicitário que sofreu um atentado provocado por terroristas.

Estando entre a vida e a morte foi salvo pela injeção do supersoro FLAG (Full Latent Ability Gain) ganhando um aumento em sua força física e habilidades.

Descobre que seu pai foi um agente secreto famoso apelidado de “Capitão América” e decide aproveitar este nome desenhando seu próprio uniforme. Ainda teve ajuda do Governo que lhe deu um furgão, uma motocicleta e seu escudo.

Infelizmente seu uniforme não era muito parecido com o dos quadrinhos, pois tinha um capacete enorme (com asas pintadas). Além de um escudo horrível feito de plástico. Esta versão atualmente serve apenas para os saudosistas de plantão feito eu, pois gostaria de rever pra notar como as produções evoluíram bastante.

Em celebração ao cinquentenário do herói em 1990 tivemos o filme Capitão América. Diferente da versão anterior esta focou numa proximidade maior das HQs, pois tudo levava ao material original.

Nesta produção Steve (Matt Salinger) retorna depois de 50 anos e salva o presidente Thomas Kimball (Ronny Cox) que foi sequestrado pelo Caveira Vermelha (Scott Paullin).

Só que desta vez pecaram no uniforme que ficou ruim demais e pra piorar tem um Caveira Vermelha italiano (na verdade o vilão é alemão). A produção é fraca, o roteiro é furado e torna-se uma perda de tempo tentar vê-lo. Lembro que odiei quando vi o Capitão fugindo de bicicleta dos capangas do Caveira (se puder não assista é por sua conta e risco).

Tivemos um episódio memorável em  X-Men Evolution  na história de Operação Renascimento mostrando que Wolvie e o Capitas se conheciam desde a Segunda Guerra .  A animação ocorre em flashback quando Logan e Steve salvam o pequeno Erik Lensherr (Magneto) do campo de concentração.

No final ficamos sabendo que o soro provocou uma degeneração celular no organismo de Steve e por isso teve que ficar em animação suspensa até ser encontrada uma cura.

Em Vingadores: Os Maiores Heróis da Terra  foi a melhor animação de todas que a Marvel já produziu. Nela mesclaram vários arcos de histórias de diferentes períodos tornando nossa viagem mais interessante.

Além de termos uma variedade enorme de vilões a origem do Capitão é mostrada como na versão original dos gibis. É uma animação memorável, mas que infelizmente deixaram de lado. Pra mim foi a única vez em que a Marvel realmente fez algo que batesse de frente as produções animadas da DC.

Não poderia deixar de comentar sobre Super Hero Squad que é feita para crianças, mas há piadas sobre as características dos heróis e até os vilões são pra lá de doidos. É tão engraçada que vale a pena dar uma conferida.

O atrativo de Steve Rogers pra mim não está em sua origem de rapaz franzino que torna-se um homem robusto e poderoso. Eu gosto de sua grande capacidade de liderança e sua visão aguçada para momentos de conflitos.

Os problemas surgem mais Steve resolve tudo rapidamente e de maneira dinâmica mostrando porque é o líder da equipe (algumas vezes é mostrado apenas como líder de campo).

Steve  é um líder natural que sempre continua firme no seus ideais, vive para praticá-los e luta fielmente por aquilo que acredita. Não importa o que as outras pessoas achem desde que, tenha certeza que tomou a melhor decisão possível, vai atrás do que pensa. Sua posição sobre tudo na vida sempre será vista desta forma e isso é algo surpreendente para mim, sendo o que mais gosto nele.

Me concentro agora no fato, porque Steve Rogers é chamado de Capitão?

Será que Steve utiliza uma patente que nunca conquistou? Rogers não ganhou patente após patente para se tornar Capitão. Nos quadrinhos não lembro de ninguém explicar sua condição de Capitão, pois inúmeras vezes foi visto como soldado.

Fora isso Steve Rogers  é  marcado como um homem fora e totalmente deslocado do seu tempo. Esta sua característica básica demonstra seus valores antigos ante a sociedade moderna.

Quando o Capitão surgiu havia um sentimento de lutar pelo que é certo, pela liberdade, por um mundo sem estar subjugado pelo nazismo. Este choque cultural  demonstra uma visão de um passado glorioso que o angustia ante as diferenças dos EUA atual.

No filme Capitão América: O Primeiro Vingador, de Joe Jonhston (2011). Eu como a maioria dos fãs estávamos apreensivos quanto a atuação de Chris Evans.

Visto que já havia interpretado outro herói da Marvel nas telonas, o esquentadinho Tocha Humana, do Quarteto Fantástico. Minha pergunta era será que Evans conseguiria ser tão emblemático quanto o herói exigiria ser?

Sim, conseguimos notar a personalidade imponente de Steve sendo transposta fielmente para as telonas.

A história se concentrava na jornada pessoal do herói e seus aliados próximos. Somos ambientados na década de 1940, durante a 2° Guerra Mundial. Melhor impossível a parte mais impactante é ver o Capitão pulando por sobre um tanque e lançando seu escudo (eu adorei é claro).

Acompanhei uma parte da saga Guerra Civil e fiquei pasmo ao final com a morte do maior ícone da Marvel, mas infelizmente ainda não li nada do material sobre o seu retorno.

Particularmente não gosto de Guerra Civil apesar de ser uma das melhores sagas da editora, pois prefiro Invasão Secreta.

Mudando de assunto Bucky foi o assistente de Steve durante a Segunda Guerra. Ele era um mascote do campo naquele período. Só que  “por um acaso” descobriu a identidade do Bandeiroso e passou a ajuda-lo sempre que precisava.

Bucky tornou-se um dos personagens mais importantes da mitologia do herói (assim como Robin é para Batman) e o momento de sua morte é uma das situações mais reprisadas que já pude constatar.

Outra personagem importante é Peggy Carter interpretada pela bela atriz Hayley Atwell. Ela era namorada do herói durante a Segunda Guerra, mas conhecida como “Agente 13”.

Pra finalizar a heroína Sonho Americano (Shannon Carter) que vive numa realidade alternativa do Universo Marvel. Usa o mesmo estilo de luta do nosso herói.

Confira na galeria abaixo alguma imagens do Capitão América

0

capitão-américa-1941

1.1 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 Alex Ross avengers  by jack-kirby avengers vs invaders by alex ross bruce timm bryan hitch captain america by jack kirby christopher stevens cliff chiang daniel acuña eric canete Gabrielle Dell Otto invaders by alex ross 0 invaders by alex ross 1 invaders by alex ross 2 john cassaday mike deodato jr. scott cohn steve rude super hero squad wallpaper 0 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper 6 wallpaper 7 wallpaper 8 wallpaper 9 wallpaper 10 wallpaper 11 wallpaper 12 wallpaper avengers wallpaper by John Byrne wallpaper-by-alan davis 1 wallpaper-by-alan davis 2 wallpaper-invaders zatransis

Deixe um comentário

Arquivado em Herói.

Musas de Tinta

viúva-negra

Viúva Negra

Black Widow foi criada pelos artistas Stan Lee, Don Rico e Don Heck. Surgindo pela primeira vez na ediçãoTales of Suspense # 52,de 1964.

Seu nome é Natasha Romanoff  a personagem nunca foi uma das mais importantes da editora, pois  ao longo de sua existência teve poucos momentos marcantes para lembrarmos.

No quesito espionagem é uma das melhores já criadas, pois suas histórias são sempre envoltas neste tipo de reviravoltas. Tornando-a um tipo de Bond Girl extremamente perigosa.

Natasha por antigamente não conseguir fazer sucesso  numa revista sozinha sempre a colocavam  na maioria das vezes atuando ao lado de algum herói para não ser totalmente deixada de lado. Ela já namorou com diversos personagens da Marvel entre eles destaco: Gavião Arqueiro, Homem de Ferro, Demolidor, Capitão América, Hércules e o Soldado Invernal  (ex-Bucky). Eu a considero uma mulher bastante moderna e segura de si que vive sua vida sem precisar dar conta dela pra qualquer um.

Pra mim foi até estranho sua  inclusão no filme dos Vingadores interpretada pela atriz Scarlett Johansson  ao invés da Vespa, porém enfatizo em dizer que não ficou ruim. Sendo exatamente isto que elevou seu status a nova queridinha entre os fãs.

Eu confesso que conhecia somente o básico sobre a heroína e gostei muito da abordagem feita no filme (mesclando a versão tradicional com a Ultimate), pois foi bem explorada.

Eu acho que a Viúva Negra merecia um filme somente dela, porque Scarlett está apenas sendo explorada como uma coadjuvante de luxo e nada mais que isso. Infelizmente os produtores acham que personagens femininas não chamam o grande público e talvez nunca veremos algo assim acontecer.

Se pensassem em algo bem ao estilo da franquia Bourne com um diretor competente não ficariam ruim. A Marvel é ousada e bem que poderia mudar o rumo deste tipo de pensamento vamos esperar pra ver o que o futuro pode nos dizer, não é?

Natasha Romanov surgiu como uma espiã infiltrada da KGB que tinha a missão de destruir o Homem de Ferro. Esta fase das edições do Tony Stark são marcadas pela Guerra Fria como tema principal.

Porém assim que conheceu o Gavião Arqueiro (que também surgiu como um vilão nas histórias do latinha) aproveitou-se do interesse dele  para incitá-lo a concluir seu intento.

Ambos foram vencidos pelo Gladiador Dourado e tempos depois o Gavião se regenerou e Natasha caiu em seus braços deixando de ser uma agente inimiga.

Então, enquanto Clint Barton entrou para os Vingadores a Viúva Negra integrou o quadro de espionagem da S.H.I.E.L.D.  E neste mesmo período estava atuando ao lado do herói cego Demolidor.

Além de ser uma integrante importante dos Vingadores. Natasha esteve comandando um outro supergrupo menos famoso Os Campeões composto por: Hércules, Motoqueiro Fantasma, Anjo e Gelo. Confesso que não lembro de ter lido nada referente a este grupo pra poder falar.

Além dos vilões de sempre como a I.M.A (Ideias Mecânicas Avançadas) e a Hidra a Viúva Negra ainda teve que aguentar uma outra agente russa que adotou seu codinome: Yelena Belova.

Yelena tornou-se obcecada em destruir Natasha tentando  provar que era melhor até chegarem a se confrontar. Durante o evento conhecido como Guerra Civil a Viúva Negra voltou a ser membro dos Vingadores e a integrar a S.H.I.E.L.D.

Algum tempo depois ficamos sabendo que sua origem foi revisada mostrando que ela foi treinada desde sua infância para tornar-se uma espiã. Suas memórias foram falsificadas demonstrando que boa parte de seu passado “talvez” não tenha acontecido ( alguém aí se lembrou do Wolverine?) nesta época reatou seu relacionamento com o Soldado Invernal.

A heroína tem um currículo invejável sendo uma  atiradora de elite, perita em artes marcias e ótima estrategista sem falar naqueles braceletes que carrega seus ferrões atordoantes. Pra mim a Viúva Negra atualmente tornou-se uma das melhores personagens femininas da editora e  eles precisam aproveitar este momento lançando histórias para manter o sucesso obtido com a franquia cinematográfica.

Confira na galeria abaixo algumas imagens da Natasha Romanoff que garimpei na web

 

scarlett 1scarlett 2

0 2 3

black widow

4 5 6

black widow

7 8 9z

natasha

10 11 12 13 14 15 16 17 18

500 BlackWidow Black-Widow Black-Widow-marvel

Cris-Delara godfrey escota mahmud asrar

100

19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 adam hughes avengers The Avengers

the_avengers

the champions

bruce timm 0

bruce timm Daniel_Acuña elias chatzoudis gene-colan jamie tyndall marcelo mueller 1 marcelo mueller 2 mike deodato jr mitch foust paulo siqueira raffaele marinetti   Scarlett 3 scott blair shunya yamashita troiano comics

yelena_belova

wallpaper 5

wallpaper 0 wallpaper 1.1 wallpaper 1 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4

wallpaper

Deixe um comentário

Arquivado em Musas de Tinta

Herói

Clint Barton

Gavião Arqueiro

Eu nunca gostei do Clint Barton, pois nas HQs antigas que li sempre parecia pra mim que invejava a liderança de Steve. Até que num determinado arco de histórias ao qual não me recordo agora, o Gavião Arqueiro tornou-se líder dos Vingadores da Costa Oeste.

Então notou que estar nesta posição não era um lugar tão fácil assim. Fora isso eu não conhecia o herói tão bem, porque sempre achei que o Gavião era uma cópia mal feita do Arqueiro Verde.

Tudo começou a mudar quando vi a atuação de Jeremy Renner no longa dos Vingadores. Eu não conhecia o ator, porém seu trabalho em Missão Impossível : Protocolo Fantasma fazendo o agente Brandt foi ótimo. Pena que não teve tanto espaço neste filme para mostrar sua brilhante atuação fato que foi mudado durante Os Vingadores.

É justamente por causa da incrível presença de Renner que comecei a ver o Gavião Arqueiro de forma melhor. Clint nunca foi um herói top de linha, mas desfila entre os maiorais na super equipe.

Qual não foi minha surpresa ao vê-lo no filme do Thor? O universo cinematográfico da Marvel estava realmente sendo unido. Não lembro de nenhuma saga importante que li aonde Clint tenha uma participação relevante.

Somente no desenho Os Vingadores: Os Maiores Heróis da Terra que isto foi remediado. Demonstrando a personalidade do herói que fazia piadinhas em vários momentos. É uma pena terem cancelado algo tão bom apenas para ter outra mais parecida com o filme.

O mais interessante é que Clint não tem nenhum superpoder usando apenas estratégia, uma ótima visão e sua destreza com o arco e a flecha tornando-se assim um oponente valoroso. Ele foi líder dos Vingadores da Costa Oeste uma facção do grupo, pois havia ficado com membros demais.

A base situava-se na Califórnia e tinha como alguns membros: Harpia ( esposa de Barton neste período),  Tigresa, Magnum e Homem de Ferro (Jim Rhodes), pois Tony estava afastado por causa do alcoolismo.

Nesta época Clint ficava com muita dor de cabeça por conta da insubordinação de seus comandados e se perguntava: “O que o Capitão faria neste caso?” Era muito engraçado mesmo.

E pra dizer a verdade acho que Os Vingadores é o grupo que mais teve membros ao longo da história das HQs. Mais a LJA, a Legião dos Super-Heróis e Os Novos Titãs também não ficam tão atrás assim.

Só pra fechar, Clint já namorou com a Viúva Negra, teve um caso ardente com a Feiticeira Escarlate e foi casado com a Harpia (Bobbi Morse).

Confira nesta galeria algumas imagens do Gavião Arqueiro que garimpei na web

0 1.1 1 2 3.1 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

gavião arqueiro

13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 cosplay 1 Versão-Simpsons wallpaper 0 wallpaper 2 wallpaper 3 wallpaper 4 wallpaper 5 wallpaper 6 wallpaper 7 wallpaper 8 wallpaper george perez

Deixe um comentário

Arquivado em Herói.