Memória Brasil

topo-gigio

Topo Gigio

É um ingênuo ratinho com personalidade infantil (ele tinha 20 centímetros de altura). Criado em 1958 pela italiana Maria Perego, o ratinho tornou-se um grande sucesso ao redor do mundo.

Dizem as lendas que na Itália quem apresentava o programa ao lado do ratinho era a atriz Gina Lollobrigida e nos Estados Unidos estava no famoso show de Ed Sullivan.

Em 1965 após se tornar um ícone da cultura italiana e espanhola ganhou uma  longa metragem chamado “Le avventura di Topo Gigio” que foi lançado internacionalmente.

Depois teve outro longa metragem era uma coprodução entre Itália e Japão chamada “Topo Gigio e a Guerra dos Misseis” de 1967.

Quando veio pro Brasil pela primeira vez na época do regime militar dividia as atenções com a novela Beto Rockfeller. Em seu programa o ratinho era manipulado por Laerte Sarrumor e dividia as atenções com o humorista Agildo Ribeiro que fazia um adulto que educava uma criança (1969).

Nesta versão Topo Gigio e Agildo tinham esquetes e cantavam canções como “Meu limão, meu limoeiro”, entre várias outras músicas. O programa também tinha participação de artistas como Elisângela e o grupo The Fevers.

O sucesso obtido de ambos alçou Agildo Ribeiro como humorista enquanto Topo Gigio ganhou teve gibis e brinquedos lançados sob sua marca. Ficou famoso o momento final do programa em que Topo Gigio balançava e com sotaque italiano pedia um beijinho de boa noite.

Depois de um tempo sumido voltou ao ar no programa “Boa Noite, Amiguinhos” pela TV Bandeirantes em 1983. Os personagens Escovão, Fofura, Nenê e Lambão fizeram a cabeça da criançada sempre as 8 horas da noite (lembrando a hora de ir dormir).

Fofura e sua turma tiveram uma repercussão tão grande junto as crianças que viraram até personagens de gibi.

Topo Gigio ganhou seu próprio programa pela Rede Bandeirantes em 1987. Seu parceiro era o ator Ricardo Petraglia (chamado de Dick Petra). Desta vez tentavam  ensinar assuntos que valiam a pena como cidadania, higiene e ecologia.

No ano 2000 a Rede Globo tentou trazer o personagem de volta dentro da atração humorística Zorra Total, mas os direitos autorias da empresa italiana detentora do personagem eram muito altos (fazendo-os liberar o ratinho).

Topo Gigio deixará saudades por seu jeito meigo e inocente, pois  haviam pessoas na TV que se preocupavam em ensinar as crianças mais com bom humor.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Memória Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s